Conheça os medidores que podem ser usados em projetos de individualização

7 minutos para ler

A lógica de cobrança da taxa de condomínio deverá mudar! Até o ano de 2016, não havia nenhuma previsão legal para alteração na forma como o rateio da água era feito entre os condôminos. No entanto, essa realidade está prestes a mudar e a Seu Consumo será a melhor referência dos síndicos nesse processo.

Neste artigo, vamos mostrar os medidores existentes, a diferença entre eles, seu campo de aplicação e como cada um funciona para tomar a melhor decisão na hora de contratar a individualização da água em seu condomínio. Não perca tempo e leia este artigo agora mesmo!

O que é a individualização do consumo de água?

Em função da forma como a rede hidráulica dos prédios era concebida, até pouco tempo atrás era difícil imaginar a cobrança individualizada do consumo de água em condomínios. Dessa forma, quando chegava a conta de água, o síndico não tinha outra opção que não fosse a cobrança de acordo com a fração ideal de cada unidade.

Ainda que ocorresse algum tipo de vazamento em um apartamento, todos os condôminos pagavam por isso. E mesmo as unidades desocupadas, sem nenhum consumo, participavam igualmente do rateio. Vendo o tamanho da injustiça que é a cobrança da água por fração ideal, bem como os problemas que isso causava para os administradores dos condomínios, no final da década de 90 algumas empresas incorporadoras e construtoras de edifícios começaram a desenvolver os primeiros projetos para tornar mais simples e barata a individualização da água.

Contudo, somente no ano de 2016, a questão individualização passou a ser analisada no âmbito do Estado. Foi quando o ex-presidente Michel Temer sancionou a Lei n.º 13.312 que estabeleceu diretrizes nacionais para o saneamento básico, tornando obrigatória a medição individualizada do consumo hídrico nas novas edificações condominiais em um prazo de 5 anos. Portanto, a medida já começa a valer a partir desse ano.

Os condomínios construídos antes de 2021 não precisarão se adequar a essa lei. Mas na prática, o que se observa é que mesmo os proprietários dos prédios mais antigos estão procurando formas de tornar mais justa a cobrança do consumo de água.   

Uma vez que na maior parte das cidades brasileiras a responsabilidade da companhia de saneamento se restringe ao medidor da entrada do condomínio, a leitura e gestão dos hidrômetros individuais, situados na área interna do condomínio será responsabilidade do próprio condomínio. A fim de tornar esse serviço mais profissional e transparente para todos os moradores, o síndico poderá contratar empresas especializadas para fazer esse serviço mensalmente.

Quais são os tipos de medidores mais utilizados?

Existem diversas tecnologias de medição, mas neste artigo vamos dar ênfase somente aos três mais utilizados no Brasil.

Medidores unijatos ou velocimétricos

Esses medidores apresentam grande versatilidade, podendo ser aplicados tanto em redes de água fria quanto em redes de água quente em projetos residenciais, condominiais e industriais. São os medidores mais utilizados na individualização de água condominial por apresentarem a melhor relação de custo/benefício dentre todas as opções de medidores existentes.

A totalização do volume do líquido escoado pelo medidor se dá por meio de um sensor magnético que contabiliza os giros da turbina, localizada no interior da câmara de medição, que se movimenta em uma velocidade proporcional à velocidade do fluido.

Alguns modelos medidores velocimétricos são pré-equipados para a realização da medição remota, bastando que seja instalado um dispositivo de radiofrequência. Outros modelos já são fabricados com os dispositivos de radiofrequência embutidos na relojoaria. Mas a maioria deles não é passível de realizar medição remota. Portanto é muito importante ficar atento a esse fato antes de adquirir os medidores para projetos de individualização do consumo de água.

Medidores volumétricos

Ao contrário dos medidores velocimétricos que na prática medem a velocidade do fluido escoado e identificam o volume escoado por meio de correlações empíricas, os medidores volumétricos operam com base no princípio de um pistão girando dentro de uma câmara que possui um volume conhecido. De modo que cada rotação do pistão indica uma quantidade de líquido que escoou pela câmara do pistão.

Em razão dessa metodologia de medição, os hidrômetros volumétricos são muito precisos em baixas vazões e são totalmente adaptáveis às situações mais adversas, podendo ser instalados em qualquer posição, até mesmo com o visor de ponta-cabeça.

Assim como os medidores unijatos, existem hidrômetros volumétricos pré-equipados para a medição remota, outros que já são equipados com dispositivos de radiofrequência e existem alguns modelos que não possuem nenhum tipo de preparação para a medição remota.

Medidores ultrassônicos

O medidor ultrassônico é um tipo de medidor de fluxo que mede a velocidade de um fluido com ultrassom e correlaciona com o volume escoado. Usando transdutores ultrassônicos, esse medidor identifica a velocidade média ao longo do caminho de um feixe emitido por meio de um ultrassom, calculando a média da diferença no tempo de trânsito medido entre os pulsos de ultrassom que se propagam tanto na direção do fluxo quanto na direção contrária.

Os medidores de fluxo ultrassônicos são afetados pelas propriedades acústicas do fluido e podem ser afetados pela temperatura, densidade, viscosidade e partículas suspensas. E é exatamente por essa razão que esses medidores não contabilizam a passagem de ar que eventualmente se encontra presente na rede hidráulica. Ao contrário dos medidores mecânicos (velocimétricos e volumétricos) os medidores ultrassônicos não possuem peças móveis, o que confere a eles um excelente tempo de vida útil.

Todos os medidores ultrassônicos utilizados para projetos de individualização já são equipados com dispositivos de radiofrequência, o que faz deles uma ótima opção para projetos de individualização de consumo em condomínios.

As vantagens de utilizar medidores produzidos pela Diehl Metering

A Diehl Metering é uma empresa sediada na Alemanha que ao longo de mais de 150 anos de trabalho se tornou líder mundial em fabricação de medidores e sistemas de medição remota. As maiores companhias de saneamento e energia do mundo utilizam produtos Diehl Metering, atingindo excelentes resultados em redução de perdas e custos.

E no mercado de individualização não é diferente. Tanto os medidores quanto os dispositivos para medição remota ofertados pela Diehl Metering tem o foco em atender a demanda desse nicho de mercado e representam o que existe de melhor. É o verdadeiro estado da arte especialmente no que diz respeito aos equipamentos de radiofrequência, que apresentam extrema qualidade, confiabilidade e durabilidade.

A Seu Consumo utiliza os produtos da marca Diehl Metering em seus projetos de individualização de consumo de água e gás desde 2005, obtendo êxito e plena satisfação dos clientes em todos esses anos.

Gostou de conhecer os diferentes modelos de medidores? Então, entre em contato e saiba mais como desenvolvemos a implantação de medidores em condomínios!

Posts relacionados

Deixe um comentário