Manutenção preventiva em condomínios: qual a importância?

7 minutos para ler

A manutenção preventiva em condomínios é uma boa prática de gestão que promove uma gama de benefícios para os moradores. Por meio da implementação de um cronograma de manutenções, a sua gestão predial e de facilities se torna muito mais eficiente e ainda contribui para a redução de custos do condomínio.

Neste artigo, você vai descobrir como funciona a manutenção preventiva em condomínios e por que investir nela é uma opção inteligente que todo síndico deve adotar. Aproveite a leitura!

Como funciona a manutenção de condomínio?

A gestão predial, ou manutenção de condomínio, atua em duas frentes: a preventiva e a corretiva. As ações para a correção de problemas e danos à propriedade são naturais de acontecerem. O problema é quando a exceção se torna a regra. Se a manutenção atua somente de maneira corretiva, gera-se diversos impactos negativos para o condomínio, principalmente no que se refere à gestão de custos e despesas.

Assim como os cuidados com um automóvel, a gestão predial e de facilities deve ter um cronograma preventivo, já que as intervenções corretivas custam um valor mais alto para o condomínio. Além disso, geralmente, o tempo de execução do conserto tende a ser maior. Outro impacto negativo é na satisfação dos seus condôminos: quanto maior é o período que eles ficam sem usar algum recurso de lazer, mais contrariados eles se tornam.

A manutenção preventiva em condomínios acontece considerando três macro processos: serviços, instalações e segurança. Cada um deles tem bastante complexidade e exige que o síndico tenha uma boa rotina de controle e monitoramento para acompanhar a qualidade do reparo. A seguir, veja quais são as características de cada uma dessas interfaces da gestão condominial.

Serviços

Hoje, muitos condomínios dispõem de espaços compartilhados de recreação, como academias, salões de festa, coworkings, parquinhos, piscina e área gourmet. É de responsabilidade do condomínio garantir que esses locais estejam limpos, dedetizados e com a estrutura adequada para comportar as pessoas com segurança.

Entre as prestações de serviço que o condomínio deve ter, o serviço de limpeza é fundamental. Além disso, ele ainda pode oferecer portaria com guarita e recursos, humanos e tecnológicos, para fortalecer a seguridade local. Fazer a gestão de custos e das pessoas que executam esses serviços é uma responsabilidade do síndico ou da empresa de gestão condominial, quando existe a contratação desse fornecedor.

Instalações

As instalações do condomínio também estão submetidas aos cuidados da gestão do síndico. Nesse sentido, uma das atividades da gestão predial é garantir que os seus ativos sejam preservados ao longo do tempo. Para tanto, a manutenção preventiva em condomínios deve contar com fornecedores profissionais e um cronograma com o planejamento de data para que cada manutenção aconteça no tempo certo.

Esse modelo de manutenção é o mais fácil de visualizar a sua operação porque ele diz respeito diretamente à qualidade da estrutura que o condomínio oferece. Um dos tópicos que são tratados na manutenção das instalações são as ações preventivas e corretivas relacionadas à garantia do fornecimento de água e luz.

Segurança

O senso comum tende a associar o conceito de segurança apenas às questões relacionadas com ações para inibir ocorrências criminosas e violência no ambiente do condomínio. Mas a segurança vai muito além disso. Ela também engloba as práticas implementadas para tornar os espaços compartilhados menos expostos ao risco de acidentes.

Quais as vantagens da manutenção preventiva?

É por meio da manutenção preventiva em condomínios que você vai conseguir melhorar a experiência dos moradores do edifício. A consequência disso é o reconhecimento da qualidade da sua gestão. A seguir, conheça quais são os benefícios mais nítidos quando o síndico investe em gerenciamento preditivo.

Evita a degradação das áreas compartilhadas

O condomínio é semelhante a uma empresa: ele tem ativos, ou seja, bens que devem ser gerenciados. Cada estrutura faz parte dessa relação patrimonial. Além de ter ferramentas para controlar o patrimônio condominial, você deve praticar a manutenção preventiva em condomínios porque ela evita a degradação das áreas compartilhadas.

Isso acontece por meio da manutenção em si, mas também ao promover uma conscientização dos moradores em relação ao bom uso dos espaços compartilhados do edifício. Para fortalecer esse senso, tenha uma rotina de comunicação e alinhe com os moradores exemplos de boas condutas no uso das áreas comunitárias.

Proporciona mais qualidade de vida aos moradores

A melhora na qualidade de vida é o resultado de espaços mais seguros, com toda a infraestrutura necessária para que o risco de acidentes seja minimizado ao máximo. Quando uma pessoa opta por investir em um imóvel de condomínio, ela busca mais opções de lazer e segurança. Com a manutenção preventiva em condomínios, o síndico consegue oferecer isso e, em alguns cenários, consegue implementar novos recursos de recreação.

Valoriza o preço de aluguel e compra dos imóveis

Com certeza, você já deve ter visitado, ou visto nas redes sociais, imagens de imóveis que têm uma arquitetura bonita e um design do seu interior feito com “bom gosto”. Essas qualidades são atrativas, não é verdade? Seja para morar ou para investir, quem compra um imóvel busca mais conforto, e ainda conta com o retorno do investimento por meio de sua valorização.

Contribui para a gestão de custos do condomínio

No início deste artigo, citamos que a manutenção preventiva em condomínios é uma das ações responsáveis por reduzir as suas despesas. Ela contribui para a gestão de custos ao implementar um processo de controle dos ativos do condomínio, evitando que seja gasto um capital maior em decorrência de manutenções corretivas e por meio do investimento em ferramentas que contribuem para diminuir o desperdício de água, por exemplo. A consequência dessas ações é uma economia de custos no valor cobrado pela administração do edifício aos seus condôminos.

A manutenção preventiva em condomínios é uma prática de gestão inteligente. Para que você consiga potencializar os efeitos positivos dela no seu edifício, uma dica interessante é consolidar relatórios, junto aos cronogramas. Assim, você consegue mensurar informações como:

  • se após a manutenção preventiva houve alguma situação que demandou ação corretiva, em que intervalo de tempo e por qual motivo;
  • o quanto de economia essa estratégia tem proporcionado aos condôminos;
  • a satisfação dos condôminos em relação à gestão que você realiza.

Você pode somar à manutenção preventiva do condomínio mais resultados positivos por meio de boas decisões, como a implementação da individualização do hidrômetro e do gás. Essa ações reduzem o consumo desnecessário de água, permitem identificar vazamentos com mais facilidade e ainda possibilitam ao morador que controle o seu consumo por meio de um aplicativo mobile.

Quer conhecer mais sobre as vantagens da individualização de água e gás no condomínio? Aproveite e solicite um orçamento! Em breve, um de nossos consultores entrará em contato com você.

Posts relacionados

Deixe um comentário