O que são shafts? Entenda para que eles servem e sua importância

7 minutos para ler

Se você adquiriu ou está pensando em alugar ou comprar um imóvel, deve ter percebido que, na planta, é possível identificar alguns vãos sinalizados em áreas molhadas, como a cozinha e o banheiro.

Esses espaços são denominados shafts, e quem trabalha com a administração de condomínios deve aprender o que é shaft de prédio para acompanhar melhor os processos de manutenção.

Neste artigo, você vai conhecer o que é essa técnica, como funciona e suas vantagens para a engenharia de edificações. Aproveite a leitura!

O que é um shaft?

Também conhecido como duto, trata-se de aberturas verticais feitas para a passagem de tubulações e para instalações hidrossanitárias e elétricas. O intuito é que ele seja usado para o fechamento dessas instalações e facilite as inspeções futuras. É bastante utilizado em áreas de serviços, banheiros, hall dos edifícios e cozinhas.

Para que serve?

Nos casos em que um cano estoura ou em que ocorre algum problema na rede elétrica, é necessário contratar um encanador ou eletricista para realizar o conserto. No entanto, ainda existe a quebradeira e o volume de entulho fabricado durante o reparo.

O shaft de prédio serve exatamente para simplificar essa tarefa, tendo em vista que o profissional consegue identificar exatamente onde estão as instalações do imóvel, sejam elas hidráulicas, elétricas ou de ventilação.

Outro ponto relevante é que é muito mais fácil somente abrir a porta ou retirar o painel de gesso que cobre a abertura do shaft do que fazer uma bagunça quebrando as paredes. Da mesma maneira, quando o conserto estiver pronto, o trabalho de recolocação também é menos complicado.

O que um bom projeto de shaft leva em consideração?

Um projeto de shaft eficiente deve levar em conta a disposição e fixação correta das tubulações verticais, o espaço adequado e assertivo para os dispositivos instalados em seu interior e as condições apropriadas de acesso aos itens que acompanham a tubulação, possibilitando acesso fácil para possíveis substituições de peças.

Pelo fato de conterem tubulação de água e esgoto, válvulas redutoras, controle de sistemas de combate a incêndio, medidores de consumo de água, entre outros equipamentos, é necessário estar atento ao dimensionamento minucioso de todas as instalações.

Em determinados projetos arquitetônicos, os shafts podem apenas realizar a função de fosso de iluminação e ventilação, tendo em vista que os banheiros podem ficar recluso e, assim, sem janelas. Nessa situação, o ideal é que se averigue que os shafts reduzem a área útil do local, contudo, viabilizam a implementação de várias suítes em um empreendimento.

Quais são as suas vantagens?

Os shafts podem proporcionar uma série de vantagens para os imóveis. Veja as principais a seguir!

Facilidade de acesso

Uma das principais vantagens de projetar as edificações contemplando um espaço shaft é a facilidade de acesso. Nas construções mais antigas, um problema comum é o quebra-quebra quando ocorre algum problema na parte hidráulica ou elétrica do imóvel. Isso acontece porque, antigamente, as tubulações e instalações elétricas eram totalmente embutidas na alvenaria.

A ideia do shaft é facilitar o acesso a esses locais em situações que demandem manutenções. Dessa maneira, o profissional responsável por essa atividade consegue desempenhar as ações de identificação e correção do problema de maneira mais ágil e eficiente.

Redução de custos

A estrutura shaft é responsável por garantir uma redução de custos no longo prazo. Devido à sua engenharia, que possibilita o fácil acesso às tubulações hidráulicas e instalações elétricas, o shaft permite que os processos de manutenção sejam menos onerosos. Isso é possível uma vez que a indicação é que esses espaços sejam cobertos com material distinto de alvenaria. Além disso, o shaft ajuda a corrigir de maneira mais ágil problemas de vazamentos.

É comum encontrar o shaft coberto com gesso acartonado, que é um material resistente à umidade, com poliestireno expandido (EPS) ou com uma porta vedada. É importante que o espaço do shaft seja coberto com material resistente à umidade e com baixa propensão a incêndios, proporcionando isolamento térmico. No caso da vedação com poliestireno expandido, é obrigatório que o processo de instalação atenda à norma técnica NBR 11752, da Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Se você está buscando outras opções para potencializar o uso inteligente dos recursos do condomínio, saiba que os shafts facilitam a individualização de água. Nesse processo, os medidores individuais de água são instalados no espaço dos shafts, onde estão as prumadas do edifício.

Projeção inteligente

A proposta de estrutura shaft contribui bastante para otimizar os processos de manutenção do imóvel. Para garantir que a sua instalação seja feita da maneira correta, os engenheiros e arquitetos utilizam um software de construção, conhecido como BIM (Building Information Modeling ou Modelagem de Informação da Construção).

Essa aplicação permite que o shaft seja instalado nos melhores pontos da planta. Dessa maneira, é possível aliar a questão estrutural/técnica com o bom aproveitamento do espaço. Além disso, você pode consultar um arquiteto para aplicar soluções inovadoras na cobertura do shaft.

É importante que o síndico saiba que o shaft deve respeitar os espaços ideais entre as instalações. Além disso, é preciso garantir que as instalações internas estejam sinalizadas em conformidade com a Norma 6493, que apresenta a definição de cores para a identificação das tubulações. Em um processo de manutenção, por exemplo, é interessante dar atenção a esses detalhes, pois a instalação incorreta pode indicar problemas futuros.

Quais são os principais cuidados a serem tomados?

É importante que alguns cuidados sejam tomados em relação à implementação dos shafts. Conheça alguns deles!

Vedação adequada

Um problema muito comum é a falta de vedação, principalmente em lajes onde a tubulação vai passar. Nesse caso, esse fechamento deve ser eficaz, com o projeto estabelecendo a posição correta dos furos na laje e a maneira como serão tampados. Em certos casos, o tubo passa muito perto do furo realizado, então, é preciso utilizar massa e suporte para que não caia dali.

Quando os shafts ficam expostos, o certo é aplicar massas especiais para vedação, que impedem os riscos de incêndios, por exemplo, ou o cimento, que é um material com menos possibilidades de pegar fogo, sendo uma opção quando houver uma exposição maior. Outra opção de material é o poliuretano expandido, de qualidade e fácil remoção.

Manutenção frequente

É preciso ter em mente que a manutenção dos shafts pode ser necessária e, em situações de problemas mal resolvidos e instalação realizada de forma inadequada, diversas complicações, custos ou despesas adicionais podem surgir.

Então, esteja atento para que o projeto seja bem executado e para que o sistema seja de fácil acesso no caso de realizações das manutenções necessárias.

Agora que você sabe o que são shafts, vai conseguir acompanhar com mais tranquilidade alguma manutenção ou reforma em seu condomínio. Afinal, essa é uma das responsabilidades do síndico. Lembre-se de que o espaço do shaft de prédio não pode ser fechado enquanto durar a obra. Mesmo o custo ainda sendo menor, não faz sentido vedar o shaft antes de garantir que não vai ser preciso acessar novamente essa instalação.

Se você atua como síndico, como profissional ou com a terceirização da administração de condomínios, siga as nossas redes sociais e receba os nossos conteúdos exclusivos. Estamos no Facebook, Instagram e YouTube!

Posts relacionados

Deixe um comentário