Veja 6 dicas importantes para a prestação de contas de condomínio

3 minutos para ler

Uma boa prestação de contas de condomínio garante que sua gestão tenha a marca da transparência e da confiabilidade. Desse modo, seus colegas condôminos vão confiar mais nas decisões tomadas por você, reduzindo os questionamentos tão comuns nas reuniões de condomínio.

Ser síndico não é uma tarefa simples. Praticamente, ele leva a culpa de tudo de ruim que acontece no condomínio. Então, oferecer informações constantemente pode poupá-lo de inúmeros problemas.

Quer conhecer algumas dicas de como fazer isso? Acompanhe!

1. Mantenha todos os documentos em dia

Para uma boa prestação de contas, a organização de documentos é essencial. Senão, há grandes chances de algum erro de cálculo ser cometido. Por exemplo, sem um processo de classificação por período de lançamento, é possível confundir as datas de vencimento e fazer algum pagamento em duplicidade.

Além disso, caso algum morador exija auditar as contas do condomínio, você terá todas as provas necessárias para demonstrar sua boa conduta. A perda de algumas delas pode gerar desconfiança e acusações.

2. Convoque assembleias

A prestação de contas deve sempre ser apresentada em uma assembleia de condomínio. Todos os ritos da convenção deverão ser obedecidos, como a forma e prazo de divulgação da data, tal qual o quórum mínimo.

Desse modo, todas as decisões ocorridas ali têm efeito vinculante para todos os condôminos. Consequentemente, nenhuma pessoa vai poder reclamar de você dificultar o acesso às informações.

3. Tenha cópias impressas

Leve uma cópia impressa para cada um dos moradores a fim de eles terem a oportunidade de analisar atentamente cada lançamento. Uma reclamação bem comum é que a prestação de contas ficou passando de mão em mão muito rapidamente sem que fosse possível uma análise profunda.

4. Crie relatórios

A descrição da prestação de contas é bastante sucinta e se limita aos números de entrada e saída de caixa. Um relatório, por outro lado, é mais descritivo e pode oferecer uma explicação detalhada dos motivos de cada gasto.

5. Faça diversos orçamentos

Quando você demonstra que fez vários orçamentos antes de escolher um fornecedor de serviços, há menor chance de contestação. Infelizmente, ainda são frequentes as acusações de que o síndico superfaturou em alguma reforma e ficou com parte do dinheiro.

6. Adote medidas de individualização de consumo

Todo mundo que já foi a uma reunião de condomínio conhece as brigas que ocorrem quando há um reajuste. Há acusações de que determinados moradores gastam muito mais água, que a faxineira usa muito a mangueira para a limpeza das áreas comuns ou que o síndico não está tomando as medidas suficientes para economizar.

Assim, alguém sempre exige pagar menos, porque quase não fica em casa ou porque mora sozinho. Para evitar esse tipo de discussão, a individualização do consumo é uma aliada essencial, pois cada morador paga somente o que efetivamente utilizou.

Portanto, não ter um bom processo de prestação de contas de condomínio pode provocar consequências graves, como processos judiciais e comprometimento da sua imagem. Evitar isso é simples: basta adotar essas medidas de transparência e de organização. Com isso, ninguém poderá questionar sua lisura.

Quer mais dicas para melhorar a administração do seu condomínio? Então, não deixe de conferir este nosso post sobre o assunto!

Posts relacionados

Deixe um comentário